Nobre aprova ‘clube-empresa’ e não poupa Leila: “Parece que já foi vendido sem ter entrado dinheiro”, diz ex-presidente do Palmeiras

0
43153
Nobre aprova clube-empresa
Foto: Divulgação/Palmeiras

Um dos grandes times do futebol nacional, o Palmeiras sofreu uma grande mudança após a chegada de Paulo Nobre à presidência. O ex-dirigente, que é bastante querido pela torcida, sanou dívidas e montou um elenco competitivo.

Atualmente, Nobre está afastado e não participa mais de decisões do clube. O laço começou a se romper após a chegada da Crefisa e que hoje é a principal patrocinadora na gestão de Maurício Galiotte.

Nos bastidores, não é segredo que a relação do ex-presidente com Leila Pereira, dona da empresa e da FAM, não era das melhores. A situação, inclusive, se tornou pública e com os dois lados da história sendo colocados na mesa.

Em entrevista ao canal ‘Os Bocca Palmeiras’, no YouTube, Paulo Nobre foi questionado sobre a Crefisa e se mostrou favorável ao projeto ‘clube-empresa’. Segundo ele, o Verdão parece ter um ‘dono’, ao falar sobre a atual parceira.

“Como o Palmeiras é absolutamente pioneiro em quase tudo o que acontece no futebol brasileiro, [falando isso] sem clubismo, acho que seria muito interessante o Palmeiras virar clube-empresa. Mesmo porque, hoje, de uma certa maneira, dado o relacionamento que tem com o atual patrocinador – ele não é exatamente como era na época da Parmalat, que era uma cogestão – é uma pessoa muito rica que tem a pretensão de fazer a mulher dele a primeira presidenta do clube, e já tem uma relação financeira com o clube tão grande, que parece que o Palmeiras já foi vendido sem ter entrado dinheiro. O Palmeiras ainda deve”, disse.

+ Receba as últimas do Palmeiras em seu E-mail
+ Siga o Palmeiras Web no Facebook
+ Siga o Palmeiras Web no Google Notícias
+ Participe do nosso grupo no Telegram

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui