Mancha exige saída de Luan do Palmeiras e faz alerta a Galiotte: “Já deixamos escrito e avisado”

0
12955
Luan pode deixar o Palmeiras
Foto: Cesar Greco/Palmeiras

Chegando em 2017, Luan vive momento conturbado no Palmeiras. Na última partida do time diante do Flamengo, pela Supercopa do Brasil, acabou tendo mais uma atuação ruim e ainda errou um pênalti quando a decisão foi para a marca da cal.

A insegurança do atleta não é de hoje e o estopim acabou sendo a final do último domingo (11). Nesta segunda-feira (12), a Mancha Verde, principal torcida organizada do clube, resolveu divulgar uma nota exigindo a saída do defensor.

“Todas as chances foram dadas a esse jogador. Todos os erros já foram perdoados. Todas as falhas já foram justificadas. CHEGA. Não aceitamos mais que esse “azarado” vista o nosso manto. É muito azar (alguns chamam de ruindade) para uma única pessoa. Falta de responsabilidade deixar em campo um atleta que prejudicou o Palmeiras em tantas decisões importantes”.

Na publicação, é colocada as falhas contra o Boca Juniors, pela Libertadores em 2018, o pênalti cometido diante do Tigres, do México, pelo Mundial de Clubes, a expulsão na Copa do Brasil contra o Grêmio e o futebol abaixo diante do Flamengo: “Em uma empresa, esses pontos seriam motivos de sobra para demissão por justa causa, por falta de capacidade. Exigimos (não é um pedido) a rescisão do contrato desse “azarado” Luan. Já deixamos escrito e avisado: ele não terá paz. Aliás, paz ele encontrará fora do Palmeiras”, completou.

produtos palmeiras

Por fim, a Mancha ainda cobra contratações e também o pênalti anulado no final de semana: “A diretoria do Palmeiras não pode se silenciar e aceitar uma falha dessas. Mudaria o resultado do jogo totalmente. Acorda, diretoria do Palmeiras! Acorda!”, finalizou.

+ Receba as últimas do Palmeiras em seu E-mail
+ Siga o Palmeiras Web no Facebook
+ Siga o Palmeiras Web no Google Notícias
+ Participe do nosso grupo no Telegram

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui